Monday, August 05, 2013

Projeto traz a São Paulo as nove sinfonias de Beethoven durante quatro dias

Folha de S. Paulo
Sidney Molina
22/07/2013
Julia Baier/Divulgação
Filarmônica de Câmara Alemã de Bremen, que executará as nove sinfonias de Beethoven
Filarmônica de Câmara Alemã de Bremen, que executará as nove sinfonias de Beethoven

"Nós sempre precisamos de um novo ciclo das sinfonias." A frase do regente estoniano Paavo Järvi faz parte de um documentário sobre o Projeto Beethoven --integral das nove sinfonias do inventor da modernidade musical--, que chega a São Paulo na próxima semana.

Desenvolvido ao longo de seis anos por Järvi e a Filarmônica de Câmara Alemã de Bremen, o projeto já foi apresentado em cidades como Paris, Tóquio e Nova York.
Em São Paulo, as obras serão interpretadas --com os próprios músicos de Bremen comandados por Järvi-- no início de agosto.

Acompanhar cronologicamente a sequência das sinfonias de Beethoven (1770-1827), da primeira, de 1800, à nona, de 1825, é testemunhar uma trajetória que injetou sonhos e agonias demasiadamente humanas no estilo clássico, e que levou o gênero a um impasse.
Se já há ironias nas duas primeiras obras da série, é de fato com a "Sinfonia nº 3" que o artista conquista sua voz madura. Tal como nos poemas de Wordsworth (1770-1850), na "Eroica" os sentidos são construídos também com lacunas e hesitações.
Além da chance de ouvir a pouco lembrada "Sinfonia nº 4" ao lado da célebre "Quinta", o programa do segundo dia será completado com o "Concerto nº 4" para violino do belga Henri Vieuxtemps (1820-1881), tendo como solista a virtuose Hilary Hahn.
Segue-se a "Pastoral" justaposta à "Sétima" --cujo caráter dançante parece ser enfatizado na interpretação do maestro estoniano-- e, finalmente, no encerramento, a genialidade profana da "Oitava" ao lado da "Nona", que contará com destacado elenco de solistas.
Não é comum uma orquestra preparar quatro programas diferentes para apresentar em dias consecutivos. Integrada por 40 músicos, a Filarmônica de Bremen é um grupo pequeno capaz de grandes proezas, e que tem na química com Järvi o seu principal trunfo.
Trazido pelo Mozarteum Brasileiro, o Projeto Beethoven responde à tendência de conceber temporadas a partir de recortes temáticos. É o que aproxima o mundo da música das mostras de arte, cinema e literatura.


FILARMÔNICA DE CÂMARA ALEMÃ DE BREMEN
QUANDO 1, 2, 3 e 4/8, às 21h
ONDE Theatro Municipal de São Paulo (pça. Praça Ramos de Azevedo, s/n; tel. 0/xx/11/3397-0300), 1 e 2/8; e Sala São Paulo (pça. Júlio Prestes, 16, tel. 0/xx/11/3367-9500), 3 e 4/8
QUANTO de R$ 160 a R$ 380
CLASSIFICAÇÃO 7 anos


http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2013/07/1314461-projeto-traz-a-sao-paulo-as-nove-sinfonias-de-beethoven-durante-quatro-dias.shtml


No comments: